A Decrease font size. A Reset font size. A Increase font size.

Pragas agrícolas: o que são e como combatê-las?

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), de 20 a 40% da produção agrícola mundial é perdida a cada ano em consequência da interferência de pragas, doenças e de plantas daninhas nas plantações comerciais. No Brasil essa perda é estimada em aproximadamente 8%.

Por conta disso, desde 2010, a Oligos Biotec desenvolve produtos a fim de aumentar a produtividade de lavouras – convencionais ou orgânicas – por meio do controle biológico e inovações em biotecnologia. Preconizamos o sistema de Manejo Integrado de Pragas (MIP) para manter a população de pragas abaixo do nível que possa causar danos econômicos, prezando sempre pela segurança ambiental e alimentar.

Com isso em mente, é fundamental compreender quais os melhores meios de manter sua lavoura segura. No blogpost de hoje, reunimos algumas informações importantes. Acompanhe:

O que são pragas agrícolas?

Praga é o termo usado para definir insetos, aracnídeos (ácaros) ou moluscos (lesmas) que causam prejuízos às plantas cultivadas – lavouras ou florestas – tanto por se alimentarem dessas quanto por lhes transmitir doenças ou viroses, provocando alterações patológicas e consequentemente reduzindo-lhes a produtividade. A queda na produção final varia em função da espécie infestante, do estágio da cultura e da intensidade do ataque. Em casos extremos pode-se observar acima de 80% de perda, por isso seu controle é essencial.

Quais as pragas mais comuns no Brasil?

Conforme dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e da EMBRAPA, as principais pragas que atingem e causam grandes prejuízos as lavouras são:

Lagarta Helicoverpa armigera

lagarta Helicoverpa armigera

Praga com elevado potencial de dano nos cultivos de algodão, milho e soja. Apesar de atacar toda a planta, normalmente se localiza da parte mediana para baixo da planta, alimentando-se de folhas, flores, frutos, vagens e pontos de crescimento

Broca do Café – Hypothenemus hampei

broca-do-café

A broca-do-café perfura os grãos causando destruição parcial ou total na parte interna, podendo atacar os frutos em diversos estágios: maduro, verde, passas ou secos ainda úmidos. Somente a perda de peso causada pelas perfurações, segundo a Embrapa, o prejuízo econômico pode chegar a 21%, sem contar a perda em qualidade e consequentemente a redução no seu valor comercial.

Mofo Branco – Sclerotinia sclerotiorum

Mofo branco - Sclerotinia sclerotiorum

A doença causada pelo fungo gera grandes prejuízos à produtividade aos cultivos de soja e feijão. E em função de sua agressividade, resistência e estruturas reprodutivas (escleródios), pode permanecer no solo por até 10 anos até ter condições e atacar um novo cultivo hospedeiro.

Cochonilha – Dactylopius coccus

Cochonilha

As cochonilhas são pragas muito comuns que atacam diversos cultivos. Podem se depositar em folhas, brotos, caules ou ramos, preferencialmente na parte inferior, onde sugam a seiva das plantas reduzindo sua produção e valor comercial.

Mosca das frutas – Ceratitis capitata / Anastrepha fraterculus

Mosca das fruta

Segundo pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz – ESALQ – USP, calcula-se que a perda nos pomares citros infestados tem variação entre 30% e 50% na produção.

Ácaros

Ácaros
Bumps on the green leaves of a plant caused by gall mites

Ácaros são aracnídeos responsáveis pela transmissão de doenças em diferentes lavouras. Existem diversas espécies de ácaros-praga que atacam desde pequenas hortas até extensas lavouras como o Ácaro Rajado – Tetranychus urticae – em morango e soja.

Ferrugem da Soja – Phakopsora pachyrhizi

Ferrugem da Soja

A ferrugem da soja é responsável por intensa desfolha precoce da planta, o que impede a formação completa dos grãos, reduzindo substancialmente a produtividade.

Mosca Branca – Bemisia tabaci

Mosca Branca

Praga de difícil controle, transmissora de viroses, ataca diversos cultivos e rapidamente desenvolve resistência a inseticidas, sendo extremamente importante o uso do MIP e diversos mecanismos de controle.

Como realizar o controle de pragas?

1 – Controle biológico

É o uso de predadores naturais das pragas para mantê-las com infestação abaixo do nível de dano econômico. Pode-se usar insetos predadores, parasitoides, fungos, bactérias e baculovírus. Dita como a forma mais sadia de lidar com o problema, o método é seguro ao meio ambiente e às pessoas.

2 – MIP

Manejo Integrado de Pragas – É o método – preconizado pela Oligos, composto por um conjunto de técnicas que buscam reduzir a infestação das pragas a níveis aceitáveis nas lavouras. Essa metodologia pode gerar grande economia, em função do monitoramento constante das plantações, racionalizando as aplicações de defensivos.

Outro ponto positivo é a proteção dos recursos naturais, como solo e rios, uma vez que há a redução de chances de contaminação.

Táticas de controle:

  • Variedades tolerantes e resistentes
  • Organismos geneticamente modificados
  • Tratamento e sanidade de sementes
  • Cobertura do solo com palhada ou mulching
  • Espaçamento ou densidade de plantas
  • Rotação de culturas
  • Manejo pós-colheita
  • Controle químico
  • Controle físico ou mecânico
  • Controle biológico

Qual a importância do Manejo Integrado de Pragas?

O Manejo Integrado de Pragas é muito importante, já que proporciona inúmeras vantagens:

  • Controla pragas da lavoura
  • Mantém a biodiversidade do agroecossistema
  • Preserva inimigos naturais
  • Otimiza a utilização de inseticidas químicos
  • Diminui o impacto ambiental
  • Preserva a biotecnologia no campo
  • Reduz perdas da lavoura
  • Aumenta a produtividade

Quais são as técnicas do Manejo Integrado de Pragas?

Existem táticas de manejo que são muito utilizadas ao conhecermos a situação da praga na lavoura:

Controle cultural

O controle é uma ação preventiva e permanente na lavoura, tendo a presença de pragas ou não. O objetivo é reduzir a disponibilidade de alimentos para a praga e com isso, evitar a sua explosão populacional.

Veja os métodos do controle cultural:

  • Rotação de culturas
  • Escolha da época de plantio e colheita
  • Destruição de restos de cultura anterior
  • Cultura no limpo
  • Poda
  • Controle da adubação e irrigação
  • Plantio direto e outros sistemas de cultivo

Controle biológico

O controle biológico é feito por meio de ações para preservar os inimigos naturais e assim ter o controle das pragas, liberação de predadores e utilizar inseticidas.

Uma das principais formas de conservar os inimigos naturais é com o uso de inseticidas químicos seletivos, já que eles matam as pragas, mas tem pouco efeito sobre os inimigos naturais.

Controle comportamental

Consiste em explorar sinais químicos em seres vivos.

Dessa forma, as armadilhas consistem em capturar os insetos para controle populacional. Elas podem ser luminosas ou adesivas.

Controle genético

Esse é um método para controlar a população da praga conforme a manipulação do seu genoma. Trata-se de uma tática muito seletiva e objetiva, por meio da redução do potencial reprodutivo.

Controle varietal

Uso de variedades transgênicas que expressam proteínas inseticidas, para o manejo eficiente da praga. Essa tecnologia é uma ferramenta muito importante para o manejo integrado das pragas em culturas de soja, milho, algodão e cana.

Controle químico

Como já falamos anteriormente, uso de inseticidas seletivos capazes de atingir somente as pragas, mantendo vivos os inimigos naturais delas.

A Oligos Biotec!

A Oligos Biotec nasceu com o propósito de fornecer produtos para uma agricultura sustentável econômica e ambientalmente.

Para tanto, oferecer ganhos de produtividade, baixo risco ao desenvolvimento de resistência das pragas, com respeito ao agricultor, ao meio ambiente e ao consumidor, são premissas inegociáveis para nossa equipe, que há mais de 10 anos vem se especializando e se reinventando.

Quer saber mais sobre a Oligos e conhecer nossos produtos? Entre em contato com a nossa equipe!

Este artigo foi útil?
Avalie

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

5

Posts Relacionados

Tecnologia

Pragas agrícolas: o que são e como combatê-las?

De acordo com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), de 20 a 40% da produção agrícola mundial é perdida a cada ano em consequência da interferência de pr [...]

Tecnologia

Oligos Biotec: uma nova era agrotecnológica

Presentes nesse segmento desde o ano de 2010, a Oligos Biotec é uma empresa que tem como objetivo desenvolver produtos para aumentar a produtividade da sua lavoura, por meio do controle biológico e [...]

Tecnologia

Saiba como reduzir gastos na prevenção de pragas

É comum ouvirmos falar no uso de defensivos agrícolas para controlar pragas nas plantações. Sabe-se que os pesticidas podem ser prejudiciais à saúde, por isso tem-se discutido como preservar pla [...]