A Decrease font size. A Reset font size. A Increase font size.

Cigarrinha das pastagens: saiba quais são as melhores formas de controle

Cigarrinha das Pastagens

Você já encontrou em seu pasto uma espuma branca junto a base das plantas? Se sim, sua plantação está sofrendo um ataque de cigarrinha das pastagens!

Essa é a praga que mais ataca as pastagens, principalmente as braquiárias. Ela é capaz de reduzir drasticamente a produção em poucos dias.

Nesse artigo, explicaremos para você as medidas para controlá-las, mas antes, vamos entender mais sobre essa espécie.

O que é a cigarrinha das pastagens?

A cigarrinha das pastagens – “Deois flavopicta”, é um inseto sugador que causa grandes prejuízos às pastagens cultivadas no Brasil. Ele prefere áreas úmidas e o adulto pode medir de 8,7 mm a 11,1 mm de comprimento por 3,7 a 4,9 mm de largura.

Possui abdome e pernas avermelhados, coloração de castanho-escuro a negra e manchas creme. Tem a cabeça, o pronoto e o escutelo pretos. Suas asas também têm coloração escura e contêm duas faixas transversais e uma longitudinal amarelas, mas há casos onde essas manchas são quase inexistentes.

Ciclo reprodutivo

O desenvolvimento da cigarrinha das pastagens inclui 3 fases:

1ª ovo: o ovo tem uma forma alongada e o número de ovos por fêmea e incubação depende de cada espécie, podendo chegar a 200 dias.

2ª ninfa: nessa fase, produz uma espuma ao se alimentar em raízes superficiais ou na base da planta, e passa a viver nela. A espuma se torna uma fonte de umidade e a protege de alguns inimigos.

3ª adulta: sua movimentação é feita em voos baixos e curtos e pequenos saltos. Ao se alimentar, acaba por introduzir substâncias tóxicas nas plantas.

Quais os prejuízos nas pastagens?

A cigarrinha das pastagens se alimenta da planta sugando a seiva e injetando toxinas. Fique atento aos sintomas que se iniciam com estrias cloróticas, evoluindo para o total secamento das folhas, chamado de “queima das pastagens”.

As folhas podem secar e morrer, aumentando a perda na produtividade animal que muitas vezes levam o produtor a reduzir a taxa de lotação.

Como realizar o controle?

As medidas de controle da cigarrinha-das-pastagens devem ser adotadas de maneira integrada e ecológica, com o Manejo Integrado de Pragas (MIP).

É possível realizar essa tarefa também com o Controle Biológico. Utilizando o fungo entomopatogênico “Metarhizium anisopliae”, que age parasitando a ninfa e o adulto do inseto. A eficácia do controle pode chegar a 95%.

Oferecemos o Metarhizium Oligos®, inseticida biológico que ataca a praga, levando-a a morte, sem poluir ou causar desequilíbrios no meio ambiente.

A Oligos Biotec!

A Oligos Biotec nasceu com o propósito de fornecer produtos para uma agricultura sustentável econômica e ambientalmente.

Para tanto, oferecer ganhos de produtividade, baixo risco ao desenvolvimento de resistência das pragas, com respeito ao agricultor, ao meio ambiente e ao consumidor, são premissas inegociáveis para nossa equipe, que há mais de 10 anos vem se especializando e se reinventando.

Quer saber mais sobre a Oligos e conhecer nossos produtos? Entre em contato com a nossa equipe!

Este artigo foi útil?
Avalie

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Posts Relacionados

Dicas

Pragas das hortaliças: inimigos naturais e os principais tipos de controle

O grupo das hortaliças envolve mais de 60 espécies vegetais cultivadas em território nacional e cada uma delas contém seu complexo de pragas. Porém, no Brasil, a biodiversidade e o clima tropical [...]

Dicas

Como fazer o controle da cigarrinha do milho na plantação

A cigarrinha do milho (Dalbulus maidis) tem gerado muita preocupação aos produtores de milho brasileiros – já que é bem adaptada às condições tropicais do nosso país -, em função dos p [...]

Dicas

Saiba como identificar e evitar os danos em grãos de milho

Sofrendo com danos em grãos de milho? A Oligos entende como isso pode ser um problema bastante comum, por isso, preparamos um conteúdo completo para te deixar a par sobre os principais danos que oco [...]