A Decrease font size. A Reset font size. A Increase font size.

Pragas da cana-de-açúcar e as táticas de controle

Assim como os principais cultivos comerciais, a cultura da cana-de-açúcar não está imune ao ataque de pragas, que caso não sejam controladas, podem resultar em grandes perdas de produtividade, redução na longevidade dos canaviais e na qualidade da cana colhida, impactando diretamente na remuneração do agricultor.

Isso tudo é bem conhecido do produtor, mas uma tecnologia vem ganhando importância no manejo da lavoura: o controle biológico de pragas, e nós da Oligos Biotec acreditamos que podemos contribuir positivamente. Confira:

Quais são as principais pragas da cana-de-açúcar?

Há algumas pragas que já vêm causando prejuízos há muitas décadas, como é o caso da Broca da cana-de-açúcar, e outras vêm ganhando importância como é o caso do Bicudo da cana-de-açúcar e da Cigarrinha:

Broca da cana-de-açúcar“Diatraea saccharalis”

De acordo com pesquisas, a cada 1% de intensidade de infestação de Broca no campo, é possível obter perdas de 1,21% na produção de colmos, impactando na produção de açúcar e etanol. Caso nenhum controle seja feito, pode-se observar infestações da ordem de 10% de colmos atacados, o que pode resultar em perdas da ordem de 12% na produção e, consequentemente, na margem de contribuição do produtor.

Essa perda é resultante da somatória dos seguintes sintomas:

  • Morte de perfilhos
  • Brotação lateral
  • Redução na absorção e transporte de nutrientes – perda de peso dos colmos
  • Enfraquecimento das plantas – favorecendo quebras e tombamentos
  • Infecção por fungos e bactérias oportunistas

Bicudo da cana-de-açúcar – “Sphenophorus levis”

Também conhecido como Gorgulho da cana-de-açúcar, Sphenophorus levis, é uma das pragas de solo mais importantes e prejudiciais à cultura da cana-de-açúcar. Sob infestações elevadas, a produtividade e a longevidade do canavial são drasticamente reduzidas.

Presente em lavouras dos estados de São Paulo, Minas Gerais, Goiás e Paraná, infestando as touceiras da cana, com 3% de perfilhos atacados já se atinge o Nível de Dano Econômico (NDE) com perdas de produtividade da ordem de 3 a 5 Toneladas de Cana por Hectare (TCH). Recomenda-se que áreas com 30% de infestação devam ser reformadas.

Perdas causadas pelo Bicudo da cana-de-açúcar:

  • Perda de produção de aproximadamente 1 TCH para cada 1% de tocos atacados
  • Podem ocorrer danos na qualidade da cana colhida
  • Morte de perfilhos resulta em canaviais falhados, provocando a reforma precoce da lavoura

Cigarrinha da cana-de-açúcar – “Mahanarva fimbriolata”

Essa praga vem ganhando importância para o setor sucroenergético a partir da eliminação do sistema de colheita de cana queimada e adoção do sistema de colheita crua. Por um lado, a queimada da cana eliminava uma porção significativa dos insetos que infestavam as lavouras, por outro lado, a colheita de cana crua além de não baixar a população de insetos, ainda proporciona uma grande quantidade de palhada junto ao solo, o que serve de abrigo e proteção para as formas jovem da Cigarrinha.

Os prejuízos causados por essa praga podem chegar até 60% na produtividade do canavial, assim, um bom monitoramento da lavoura durante toda a época úmida, com contagem de ninfas por metro linear é essencial. Preconiza-se iniciar o controle quando se detecta até 2 ninfas/metro linear, mas produtores focados em altos níveis de produtividade iniciam o controle da praga quando detectam de 0,5 a 1 ninfa/metro.

Quais são as principais medidas de controle das pragas?

É importante ter em mente que para manter as pragas abaixo do Nível de Dano Econômico, deve-se praticar o Manejo Integrado de Pragas (MIP), ou seja, utilizar de diversas ferramentas para o controle das pragas, como:

  • Monitoramento e acompanhamento da presença das pragas
  • Adoção de estratégias de plantio e reforma dos canaviais
  • Limpeza de máquinas e equipamentos na transição de um talhão para outro
  • Controle químico com inseticidas
  • Controle biológico

A Oligos Biotec!

A Oligos Biotec nasceu com o propósito de fornecer produtos para uma agricultura sustentável econômica e ambientalmente.

Para tanto, oferecer ganhos de produtividade, baixo risco ao desenvolvimento de resistência das pragas, com respeito ao agricultor, ao meio ambiente e ao consumidor, são premissas inegociáveis para nossa equipe, que há mais de 10 anos vem se especializando e se reinventando.

Quer saber mais sobre a Oligos e conhecer nossos produtos? Entre em contato com a nossa equipe!

☎Telefone e WhatsApp: (17) 3237-0561 / (17) 3033-2728

📱 Facebook: @oligosbiotec

📲Instagram: @oligosbiotec

Este artigo foi útil?
Avalie

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 6

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

4.2

Posts Relacionados

Dicas

Ácaro Rajado: o que é, características e como controlar

Você já conhece o Ácaro Rajado? No conteúdo de hoje, a Oligos Biotec vai te contar tudo sobre o que é, quais as principais características e claro, como fazer o controle. Quer conferir todas ess [...]

Dicas

Manejo Ecológico de Pragas: controle e sustentabilidade

Na hora de planejar a proteção da sua plantação, é necessário levar em conta todos os riscos, incluindo as possíveis pragas agrícolas que podem aparecer. Vale lembrar que é comum a presença [...]

Dicas

Saiba como identificar e evitar os danos em grãos de milho

Sofrendo com danos em grãos de milho? A Oligos entende como isso pode ser um problema bastante comum, por isso, preparamos um conteúdo completo para te deixar a par sobre os principais danos que oco [...]