A Decrease font size. A Reset font size. A Increase font size.

Como manejar ácaro-branco na lavoura? Entenda!

Ácaro-branco em lavoura.

O ácaro-branco é uma praga agrícola capaz de causar danos severos às lavouras, principalmente na cultura da soja, do algodão, do feijão e do café. A sua ocorrência costuma afetar o desenvolvimento sadio das plantas, causando a redução do porte e perda de produção. 

Embora a presença do ácaro-branco nas lavouras não seja novidade, a intensidade e a extensão em que tem sido observado atualmente têm gerado grande preocupação entre os produtores. 

Diante desse cenário, é fundamental compreender melhor essa praga e buscar estratégias eficazes de manejo para minimizar seus impactos. Por isso, continue com a leitura e saiba como controlar o ácaro-branco!

O que é ácaro-branco?

O ácaro-branco (Polyphagotarsonemus latus), também chamado de ácaro tropical, é considerado uma das principais pragas do algodão. A espécie tem cerca de 0,15 mm de comprimento e possui coloração bastante clara, que pode variar entre amarelo pálido ou verde pálido – dependendo da planta que ele se alimenta. 

Este inseto-praga tem um ciclo de vida extremamente rápido, com duração de aproximadamente 5 a 8 dias, que corresponde a fase do ovo, da larva até a fase adulta. Além disso, a oviposição, ou seja, a colocação de ovos, ocorre principalmente na face inferior das folhas. 

Além de ter características físicas semelhante ao ácaro-rajado, o ácaro-branco ataca as lavouras de forma parecida. Ele se alimenta da seiva das plantas, resultando em brotos de soja com folhas enrugadas, pecíolos e hastes retorcidos e de coloração bronzeada.

Em relação às condições climáticas que propiciam a ocorrência desta praga, é importante destacar que regiões com um clima quente e úmido são propícias para sua proliferação do ácaro-branco. 

Diferenças entre o ácaro-branco, outros ácaro e doenças

O ácaro-branco se difere de outros ácaros principalmente pelo fato de que ele tem preferência por se alimentar de tecidos tenros em fase de crescimento, como os ponteiros das plantas de soja.

Como resultado desse ataque, as folhas em desenvolvimento apresentam tamanho reduzido, ficam enroladas na face inferior e podem exibir leves rugas.

Esse danos também afeta a formação da haste, deixando-a retorcida e com espaçamento reduzido entre os nós, resultando em plantas de porte menor.

Além disso, quando o dano está sendo causado pelo ácaro-branco, diferente da doença, a coloração da parte interna da folha não muda. Já no caso de viroses que prejudicam a haste principal, pode ser observado o escurecimento interno dos tecidos.

Outra importante diferença são as condições climáticas que favorecem o surgimento desta praga. Ao contrário de outras espécies de ácaros que preferem períodos de estiagem, o ácaro-branco prospera em ambientes úmidos e quentes.

Qual o dano que o ácaro-branco pode causar à lavoura?

De acordo com pesquisas da CABI (Centro Internacional de Biociência Agrícola), o ácaro-branco ocorre em diversas regiões do mundo, principalmente nas culturas do algodão, feijão, café e soja. A seguir, veja os danos que ele pode causar às lavouras.

Redução na produção

O ácaro-branco se alimenta dos tecidos vegetais, resultando em danos diretos às plantas. Isso leva a uma diminuição na produção, afetando a quantidade de frutos, grãos ou fibras produzidos.

Qualidade inferior dos produtos

O ataque do ácaro-branco pode levar a uma deterioração na qualidade dos produtos agrícolas. No caso do algodão, por exemplo, as fibras podem ficar mais curtas e de baixa qualidade, afetando sua comercialização e valor de mercado.

Enfraquecimento das plantas

Por meio da sucção da seiva, o ácaro-branco retira os nutrientes das plantas, enfraquecendo-as e reduzindo sua capacidade de crescimento e desenvolvimento. Isso pode levar à morte das plantas em casos mais graves.

Desfolha e queda de frutos

O ácaro-branco danifica as folhas das plantas, causando seu amarelecimento, ressecamento e queda prematura. Além disso, pode levar à queda frequente de frutos, reduzindo ainda mais a produção.

Sinais do ácaro-brano na plantação

Um dos métodos indispensáveis no controle de ácaro-branco é o monitoramento da lavoura. Ao identificar os sintomas e a densidade populacional da praga, você consegue tomar medidas mais assertivas no manejo.

Veja abaixo, os principais sinais do ácaro- branco em uma lavoura:

  • Paralisação do crescimento da planta;
  • Ramos atrofiados;
  • Hastes deformados;
  • Brotos enrugados;
  • Folhas com aspectos bronzeados e retorcidos;
  • Entre outros. 

Como realizar o manejo dessa praga? 

O controle do ácaro-branco deve ser realizado por meio do Manejo Integrado de Pragas (MIP), uma abordagem que combina diferentes estratégias para reduzir a população desse inseto e minimizar os danos causados às plantações.

Portanto, o primeiro passo é realizar o monitoramento da lavoura para identificar precocemente a presença do ácaro-branco. Isso pode ser feito por meio de inspeções regulares das plantas, observando atentamente a presença de sintomas característicos.

Uma vez detectada a infestação, é importante adotar medidas de controle adequadas. Uma opção é o uso de defensivos químicos específicos, como acaricidas, em conjunto com bioinseticidas. Essa abordagem, além de potencializar a eficácia, favorece a sustentabilidade e os inimigos naturais.

Além disso, a rotação de culturas ajuda a quebrar o ciclo de vida da praga e reduzir sua população ao longo do tempo. Logo, é essencial promover a diversificação de culturas na área afetada, evitando o plantio contínuo de espécies suscetíveis ao ácaro-branco. 

Melhore a produtividade das lavouras de maneira sustentável com os produtos Oligos Biotec

Os produtos da Oligos Biotec são desenvolvidos com base em pesquisas científicas avançadas e tecnologias sustentáveis, garantindo resultados eficazes e duradouros.

Dessa forma, ao adotar as nossas soluções, você poderá obter um aumento significativo na produtividade das suas culturas, sem comprometer os recursos naturais e minimizando os impactos sobre o ecossistema. 

Conheça os produtos da Oligos Biotec e descubra como eles podem impulsionar os resultados das suas lavouras de forma sustentável!

Em resumo 

Como eliminar o ácaro-branco?

O controle do ácaro-branco deve ser realizado por meio do Manejo Integrado de Pragas (MIP), uma abordagem que combina diferentes estratégias para reduzir a população desse inseto e minimizar os danos causados às plantações.

Como identificar o ácaro-branco?

Veja abaixo, os principais sinais do ácaro- branco em uma lavoura:

– Paralisação do crescimento da planta;
– Ramos atrofiados;
– Hastes deformados;
– Brotos enrugados;
– Folhas com aspectos bronzeados e retorcidos;
– Entre outros. 

Qual produto combate o ácaro?

Uma opção é o uso de defensivos químicos específicos, como acaricidas, em conjunto com bioinseticidas. Essa abordagem, além de potencializar a eficácia, favorece a sustentabilidade e os inimigos naturais.

Este artigo foi útil?
Avalie

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.


Posts Relacionados

Dicas

Moleque da Bananeira: o que é, quais os danos e como controlar

Sua plantação está sofrendo com o moleque da bananeira? Confira o conteúdo que preparamos para você identificar esse inseto e como controlá-lo no seu cultivo. Como identificar o moleque da banan [...]

Dicas

Entenda os impactos positivos da tecnologia no agronegócio

A tecnologia está em constante mudança diariamente no meio industrial para suprir necessidades, criar oportunidades, gerar lucro e proteger o meio ambiente. No agronegócio não é diferente, visto [...]

Dicas

As principais técnicas para o controle de pragas

As pragas agrícolas são as grandes responsáveis pelas perdas da produtividade nas produções. Segundo relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação ( [...]